Surfcupe

COLUNISTA TEXTO

Voltar

Mario Neto.

30/03/2015

BANCADAS ARTIFICIAIS E PISCINAS DE ONDAS.

Todos nós sabemos que o crowd está cada dia mais presente no outside, com o número crescente de praticantes de esportes náuticos, surf, bodyboard, stand uppaddle, longboard, kite surf, e que o número de ondas não aumenta na mesma proporção. De olho nisso tudo, empresas privadas da Europa, USA, e Ásia, vêm criando cada vez mais projetos de ondas alternativas, tais como as bancadas artificiais, e as piscinas de onda. Depois da precursora TyphoonLagoon, na Flórida, apareceram várias outras piscinas de ondas de diversos tipos, pelo mundo todo, como foi o caso da Dome Wave Pool, no Japão, por anos, considerada a melhor piscina de ondas do mundo. Todas buscando reproduzir o mais perfeito possível, uma onda de verdade.

A mais recente sensação em termos de piscina de onda é, sem dúvidas, a Wave Garden. Aquela piscina de ondas na Espanha, que na verdade não é uma piscina, mas sim um grande tanque escavado no próprio terreno, em área rural, de aproximadamente 350mx150m. Coberto com um tipo de PVC, chamado PEAD, ou geo membrana, com um píer no meio, e que forma duas ondas por vez, uma esquerda, e uma direita, que podem chegar a 1,9m de altura, e durar cerca de 18s. A empresa Wave Garden, surgiu em 2005 e, desde então, faz projetos e os executa, a partir de 3 milhões de euros, dependendo do tamanho da onda, e demais variantes.

As piscinas de ondas são opções importantes na dispersão do crowd, bem como na inclusão do surf em esportes olímpicos, em novas modalidades de competições, mas em minha opinião, elas serão sempre piscinas e, por isso mesmo, um tanto limitadas. Acredito realmente, que os próximos passos na busca de alternativas para a criação de um novo cenário no surf, sejam as bancadas artificiais. Elas unem vários elementos que podem determinar o seu sucesso. Primeiro, por estarem inseridas na natureza, no fundo do mar, estando assim, vulneráveis a swells diversos, de tamanhos diversos, ampliando seu alcance. Podendo até formar mais de uma onda na mesma bancada, dependendo da direção do swell. Além disso, uma coisa importante, é a união de uma bancada, que será utilizada para o lazer na superfície, ao mesmo tempo em que serve de casa para milhões de organismos aquáticos, e para a formação de novos bancos de coral, criando assim, um novo ecossistema completo, beneficiando a natureza, em harmonia com o ser humano.

 A ASR LIMITED, uma empresa americana de consultoria costeira e marinha, tem, entre seus projetos, a criação de bancadas artificiais das mais diversas, criadas e construídas de acordo com a necessidade de cada local. Eles fizeram uma bancada artificial na Índia, onde só existia uma onda, tipo fundo de areia, sem formação, e a praia era sempre vazia e sem turismo. Montaram a bancada, inclusive, com a ajuda de elefantes locais. Já no primeiro swell, eles viram se formar uma esquerda de sonho, um tubo longo e um canal definido, tudo de qualidade internacional, mostrando que pode dar certo em qualquer lugar do mundo. Agora, vários resorts e surfcamps estão sendo construídos na mesma praia, incrementando o turismo de forma sustentável. A costa brasileira, principalmente o sudeste e o sul, tem um grande potencial para instalação de bancadas artificiais, porque sempre tem grandes swells entrando naquela área, mas que terminam se perdendo em fundos de areia sem formação. Esperemos sentados, o dia em que nossos governantes abrirão os olhos para esse grande potencial economicamente sustentável, que há, em todo nosso litoral brasileiro. Eu sou Mario Neto, exsurfista profissional, agora, produtor rural e fabricante de pranchas, e vou assinar esta coluna mensalmente a pedido do meu amigo Marlos Ferraz, proprietário e produtor do portal. Boas ondas a todos, e espero que tenham gostado.

 

O Pernambucano Halley Batista, o Cometa, passou o ano de 2013 surfando muito, durante varias etapas tanto no surfe profissional quanto no Longboard, tendo bastante regularidade e sem patrocínio fechou o ano com a segunda colocação no Brasileiro de Surf Profissional. Com uma campanha bastante sólida acaba de fechar com a marca Pena para o ano de 2014. Parabéns Halley e Raimundo Pena pela nova parceria.

SURFCUPESURFCUPESURFCUPE