Surfcupe

SURFGIRL

Voltar 23/11/2015

Mulheres que nos inspiram.

clique para ampliar

   A entrevistada desta semana foi à atual tri campeã pernambucana, Ramayana Silveira, 37 anos. E SurfCupe teve a honra de saber um pouco mais sobre a história dessa vencedora, que está sempre em busca da qualidade de vida. Contagiando e provando que é possível sim, viver bem e ter o privilégio de acordar e dormir de frente para o mar.

 

   Há quinze anos, em 2000, Ramayana descobriu o surf, em um momento de pura magia em sua vida, foi quando estava preste a ser mãe. Contudo, mesmo achando que conheceu “tarde” o esporte, não a desanimou em momento algum.  Na verdade, sua história só estava começando, e começou com o pé direito, em 2005 foi campeã nordestina amadora, em 2009 foi pela primeira vez campeã pernambucana e sua vitória continuou em 2014 e se repetiu novamente este ano de 2015.

 

   Mesmo se destacando todos esses anos, a surfista não teve patrocínio, porém, hoje conta com o apoio do Shaper de prancha, Júlio Marques. Não ter patrocínio, nunca a fez pensar em deixar de competir, é o que ela ama e não pretende por um limite de idade para parar de participar. Ela quer mesmo é incentivar a todas as garotas que assim como ela, que não teve essa ajuda, aprendam com isso, e a lição que ela pode passar para essas meninas, é que o maior incentivo não são os patrocinadores. Esse incentivo vem de dentro da alma, isso que Ramayana acredita, e é por esse motivo que não quer parar de viver essa sensação tão boa, que são as competições.

 

    Embora não seja surfista profissional, a atleta leva o surf como sua profissão. Tem uma escolinha de surf na praia Porto de Galinhas - Ipojuca, onde é a instrutora, além de alugar pranchas. Também trabalha de salva vidas em Porto de Galinhas e mais, tem um projeto social promovendo circuito de surf há oito anos para a criançada da comunidade. O surf é sua vida, sua missão é instruir, incentivar e fazer a diferença na vida de suas crianças que lhe enche de sorriso no fim do dia.

 

   A surfista garante que dorme melhor quando surfa, se alimenta melhor. E ter essa aproximação com o mar, foi a sua melhor escolha. Viver de surf para ela foi a mudança de uma nova vida, a vida dos sonhos. 

Por: Redação SurfCupe / Editor-chefe: Marlos Ferraz - Reportagem: Karolina Ferraz.
GOLDGOLDGOLD